Marketing 3.0: 4 ferramentas para colocar sua empresa no topo

O marketing 3.0 consiste em desenvolver uma estratégia focada no ser humano, considerando os aspectos comportamentais, emocionais e culturais do consumidor.

Ele vai ao encontro de diversas transformações pelas quais o mercado está passando, como consumidores mais atentos à responsabilidade social das empresas, mais exigentes em relação à qualidade de produtos e serviços e cada dia mais presentes no ambiente on-line.

Ter êxito com o marketing 3.0 depende muito do posicionamento da sua marca, da forma com que você comunica seu propósito, missão e visão corporativas. O sucesso dessa empreitada também está atrelado à forma com que sua empresa se relaciona com os diversos stakeholders.

No post de hoje, vamos mostrar 4 ferramentas que podem ser usadas para que você potencialize seu marketing 3.0. Vamos lá?

Redes Sociais

É fato que as redes sociais ampliaram a capacidade de relacionamento entre pessoas e empresas. Antigamente, qualquer organização era vista como um ente isolado, contudo, esse cenário mudou.

Mostrar quem sua empresa é, quais são os valores disseminados por ela, é uma boa forma de estabelecer um relacionamento duradouro com sua audiência. E as redes sociais são excelentes canais para comunicar sua mensagem.

Uma ferramenta que permite ampla participação de ambos lados, que oferece uma comunicação ágil e transparente, favorece a credibilidade da marca e facilita a troca de experiências com seus clientes.

Eventos

Os eventos são grandes aliados no momento de colocar cara a cara empresa e consumidores. Também são a chance de mostrar o quanto sua empresa se preocupa com o público convidado, oferecendo experiências inesquecíveis.

As fases de planejamento e montagem do evento devem ser pensadas visando surpreender os convidados desde o primeiro instante. Ações que geram expectativa, como e-mails motivacionais, mostrando os bastidores ou lançando desafios mesmo antes de o evento acontecer, podem engajar o público meses antes do acontecimento.

Streaming de vídeo

Aliando eventos à tecnologia disponível, você pode impactar uma quantidade enorme de pessoas mesmo que elas não estejam presentes no seu evento. Mire-se na transmissão do Oscar, por exemplo. Quantas pessoas acompanham a premiação pela televisão ou internet?

Você pode causar o mesmo impacto transmitindo seus eventos ao vivo, para centenas ou milhares de pessoas ao mesmo tempo. A participação de quem está longe é garantida por meio de chats, mensagens e redes sociais.

Marketing de experiências

Quando falamos em marketing 3.0, devemos ter uma premissa básica em mente: atender necessidades e superar expectativas. E nada melhor do que o marketing de experiências para promover vivências únicas aos seus stakeholders.

Exemplos básicos podem ser seguidos: levar um grupo de investidores para um desafio na mata; convidar seus clientes para experimentar um túnel dos sentidos e deixar que seus consumidores experimentem um novo produto com auxílio de realidade virtual são alguns exemplos.

O marketing de experiências convida as pessoas a vivenciarem algo novo e inusitado, deixando marcas que podem ser lembradas por meses e até anos a fio.

Curtiu saber mais sobre marketing 3.0? Acompanhe a PX nas redes sociais e fique por dentro das novidades!

A revolução dos emojis nas redes sociais

Eles chegaram devagarinho, um aqui, outro lá, e de repente se massificaram e agora estão em todos os lugares. Mas você já deve ter percebido isso, que os emojis são uma tendência que veio pra ficar. Estas pequenas e simpáticas imagens contribuem para a comunicação e ainda permitem que praticamente qualquer coisa tenha mais eficiência emocional. Vamos dar uma olhada no fenômeno emoji?

Emojis vs. Emoticons

Poderíamos dizer que os emojis são um tipo de evolução dos emoticons. Para Alex Hern, do The Guardian, o que realmente marca a diferença entre os emojis e os emoticons é o fato de que estes últimos são formados somente por caracteres agrupados, e não por uma imagem específica. Isso acontece porque os emoticons surgiram em um momento onde os dispositivos não estavam preparados para reproduzir imagens, daí a necessidade de se expressar criativamente através de caracteres.

Quando falamos de emoji, além da óbvia semelhança com os emoticons, temos que entender que há um salto cultural e tecnológico. Aliás, sabe quem criou os emojis? Uma empresa nipônica chamada NTT DoCoMo, ali pelos anos 90’. Depois disso, estes simpáticos símbolos não pararam de se expandir e são usados em praticamente tudo.

Se os emoticons tinham limitações (nem tudo pode ser representado somente por caracteres), no caso dos emojis, este inconveniente não existe. Dá pra representar praticamente qualquer coisa! É só ver que há desde fantasmas ‘👻’ até unhas pintadas ‘💅’. Quem gosta de usar essas imagens tem tudo pra ficar 😃😃😃😃!

Qual o segredo do sucesso dos emojis?

Eles são uma gracinha e cativam desde o primeiro instante, e além disso, você vai encontrar emojis em praticamente todo lugar. Mesmo assim, por que os emojis fazem tanto sucesso? O The Telegraph fez uma pesquisa e constatou que a maioria dos indivíduos reagem aos emojis assim como quando olha para rostos humanos de verdade ou sempre que vê um objeto em si mesmo.

Também não vamos esquecer que nem sempre um texto consegue transmitir tudo o que a gente quer dizer. Os emojis conferem mais emoção e personalidade às mensagens. Tem uma certa diferença entre dizer “Tô querendo falar com você” e “Tô querendo falar com você 😘😘😘”, não? Aqui, vale usar aquele velho ditado que diz que ‘uma imagem vale mais do que mil palavras’.

Ainda não está convencido do poder dos emojis de transmitir emoções até mesmo de substituir palavras? Pois dê uma chance para este videoclip da Kate Perry. Além do uso do formato conversa (comunicação 100%!), a cantora ainda substituiu boa parte das palavras por símbolos relacionados. Pode até demorar um pouquinho pra decodificar, mas uma vez que você entende o processo, fica tudo mais divertido.

Mais ainda: se os emojis não fossem tão importantes para a comunicação nas redes sociais, não teriam ganho uma página totalmente dedicada a compilar e explicar cada emoji existente. É só entrar na Emojipedia e você vai ver a infinidade de emojis existentes e suas variações de acordo com o sistema ou plataforma onde são usados.

O poder dos emojis transcende as redes sociais e se estende até o mundo da publicidade. Mesmo assim, uma coisa complementa a outra e, realmente, este tipo de símbolo tem especial penetração nas mídias sociais.

Agora, pra dar exemplos de bom uso de recursos como este, assista o vídeo do Itaú e você vai entender melhor. A pizzaria Domino’s foi outra empresa que apostou no amor pelos emojis e permitiu que as pessoas pedissem delivery usando ‘🍕’ e ainda dava desconto para quem usasse a fatia ao invés da palavra.

E você, ainda não vai de emoji? Aproveite esta tendência nas redes sociais e veja como sua comunicação vai ser mais eficiente. Depois conta pra nós como foi! Agora, chegou a 🕒 de se despedir e ir 😴😴😴, até logo!

 

Todo o poder da Foto de Capa do Facebook ao seu alcance

Do poder das fotos nas redes sociais ninguém duvida, correto? E se você sim, duvida, é só dar uma olhadinha na explosão das redes que se têm como foco principal ela, a toda-poderosa imagem, tais como o Instagram, Pinterest, Flickr, 500px… e a lista segue. Fica fácil perceber que este recurso é um poderoso aliado na hora de cativar sentimentos, conquistar pessoas, educar e entreter.

Mas nem todo mundo dá a devida atenção para o potencial do uso das imagens nas redes que já administra. A foto de perfil é um clássico e, no geral, é uma das mais cuidadas. As fotos que se publicam, idem, e acompanhadas de bons textos, têm muito a oferecer. Mas, tem um tipo de foto que nem sempre recebe tanto carinho, são as fotos de capa, ou banners.

No Facebook, isso é bastante comum. Escolhe-se uma imagem mais ou menos e pronto, é só fazer o upload e ir cuidar do que “realmente importa”. Aí reside o primeiro erro: a primeira impressão é a que fica, e pode até ser que nas seguintes visitas os seus fãs não prestem tanta atenção à foto de capa, mas ela participa ativamente da percepção sobre a sua imagem (agora, imagem como conceito).

Características da Foto de Capa do Facebook

O banner do Facebook não é só uma ‘moldura bonita’, sua função pode ser potencializada muito além da simples ornamentação da sua fan page. Vamos dar uma olhada nas utilidades possíveis deste privilegiado espaço.

#01 – Difusão de Produtos, Promoções e Eventos

Lançou um novo produto no mercado? Que tal então criar uma foto de capa especial para celebrar a ocasião? Além das ações tradicionais – postagens específicas, vídeos, posts patrocinados -, você também pode aproveitar para lançar uma nova peça gráfica na qual exiba sua iniciativa. Para dar um exemplo, Black Fridays, período natalino e outras festividades também são bons momentos para criar banners temporários.

#02 – Reforçar os valores da sua empresa

Nem todo mundo entra na seção “Sobre” na hora que está visitando a sua página, mas absolutamente todos os usuários que passam por ela visualizam, em primeiro lugar, a sua foto de capa. Escolha uma imagem que reflita os valores da sua empresa. As pessoas têm a tendência de serem influenciadas pelas emoções, então, aproveite essa chance, e com uma imagem de enormes proporções (de fato, sem que se esteja no modo visualização de fotos, o banner é a maior imagem que aparece no Facebook).

#03 – Aproveite o Stopping Power da Foto de Capa

A Internet está cheia de imagens, de tudo quanto é tipo. Mesmo assim, algumas são capazes de pausar por um instante o permanente ‘scrolling’ tão comum nas redes sociais. Esse é o momento ideal para você escolher uma imagem de alto impacto, com cores vibrantes (pode até ser uma frase de efeito). Além disso, não esqueça que a foto de capa do Facebook é exibida nos anúncios que você impulsiona, daí dá pra entender a importância de apresentar uma gráfica que chame a atenção.

Também importante: não se esqueça de criar uma imagem de acordo com as dimensões mínimas sugeridas pelo Facebook. Neste caso, o tamanho padrão é 828 x 315 px. Qualquer foto que você carregue e tenha menos que isso será mal visualizada, o que não favorece sua imagem institucional.

E você, tem usado sabiamente este espaço? Recomendamos que faça provas, experimente, sempre dentro dos padrões exigidos pela rede social mais importante do nosso tempo. Depois, adoraríamos saber os resultados de seus testes! Esperamos que tenha gostado de nosso artigo. Até breve!

 

O Twitter mudou! O limite de 140 caracteres foi flexibilizado

PXBRASIL-0023.Post-1-Header_20170103

Quem publica no Twitter já está mais do que acostumado ao famoso limite de caracteres, 140, que esta rede social define como máximo em cada post. Por outro lado, quando uma conta publica algo e quer, por exemplo, citar usuários, colar um link ou inserir informações adicionais, o grande problema é que tudo isso sempre ‘comeu’ letrinhas, ou seja, era considerado como caractere extra. Era, porque agora, tudo mudou, e pra melhor.

Segundo um anúncio da plataforma, a maneira como a quantidade de caracteres é contabilizada mudou. Segundo o Twitter, quando um usuário cola links para conteúdos audiovisuais como fotos, vídeos e GIFs, isso não vai mais influenciar na quantidade. O mesmo vale para menções e citações a usuários terceiros (sempre que você use uma @ antes dos nomes ou faça replies). Links externos continuarão sendo contados, mas é só usar um url shortener como este, do Google.

Você sabe de onde vem o limite dos 140 caracteres? Pois bem, fundado em 2006, o Twitter nasceu em uma era anterior à Internet ser popularizada, e os smartphones não existiam ainda. Lembre-se que o primeiro iPhone foi lançado em 2007 e, como de costume, demorou um pouco pra chegar ao Brasil. Mas, em relação ao limite do Twitter, se baseava na limitação de 160 toques, com 20 dedicados ao nome do usuário, que era comum nos celulares da época.

shutterstock_457297222

Como aproveitar a atualização?

Agora que você pode aproveitar todo o potencial da atualização, vai poder criar tweets mais interessantes e completos. Na sequência, vamos dar uma olhada no que você pode fazer para usar as mudanças a seu favor:

Tweets Multimídia: Chega de ficar encurtando links de fotos e demais elementos multimídia. Agora, você já pode colar as urls diretamente na hora de publicar o tweet sem que isso afete o limite de 140 caracteres. Use e abuse dos GIFs, vídeos e tudo o que deixe seus posts mais atraentes. Aliás, publicar postagens com imagens sempre fez muita diferença na hora de ter um post viral.

Respostas: A partir de agora, sempre que você for responder um usuário, ou seja, quando usar a @ antes do nome dos seus seguidores, o nome de cada um não vai ser levado em consideração na contagem. A consequência direta é a possibilidade de ter conversas mais estendidas, sem que você precise ficar economizando palavras. Com isso, naturalmente, melhora a comunicação da sua marca com o público.

O que mais mudou?

Além do que já comentamos, há outras mudanças interessantes na hora de tirar proveito da nova atualização do Twitter. Veja quais são:

Retweets: Agora, você vai poder retweetar suas próprias postagens na rede social do passarinho azul. A utilidade? Você vai poder aproveitar seus tweets de uma forma mais eficiente, principalmente aqueles que tiveram maior repercussão junto ao seu público-alvo.

Auto-citações: Outra boa mudança é a possibilidade de citar seus próprios tweets em qualquer conversa que você tenha iniciado. A melhor parte é poder publicar mais informações interessantes e links externos, ou qualquer outra coisa que você julgue útil na hora de conversar com seu público.

A visibilidade da @ mudou: Outra mudança importante e que nem todo mundo percebeu ainda é que, quando você começar um tweet com o nome de um usuário, precedido da arroba, todos os seus seguidores poderão ver a mensagem. Dessa forma, suas conversas se tornam mais públicas e com uma mensagem direta você vai poder falar com mais pessoas.

E agora? Chegou o momento de aproveitar a flexibilização da plataforma de microblogging mais famosa da atualidade. Já está disponível na maioria dos países e agora ficou mais fácil deixar seus tweets mais interessantes e aproveitar para publicar imagens, vídeos e links sem descontar caracteres do seu texto original. A consequência direta é poder comunicar mais e melhor, um viva! aos tweets mais bem nutridos :).

 

3 fatores a considerar antes de criar sua estratégia de mídias sociais

Hoje em dia, apenas estar presente nas mídias sociais não é mais suficiente. É preciso entregar uma ótima experiência ao cliente, agregando valor ao que você está vendendo.

Leia mais